sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Mostra Cultural - Italia- Pontos turísticos

É impossível visitar a Itália e não querer retornar depois. Sempre haverá um sentimento de falta, sempre será necessário visitar as paisagens novamente, provar um prato ou admirar uma escultura que não viu na primeira viagem. Muitos escritores, escultores e pintores deixaram marcas para apreciarmos. Esse país, o mais difícil de descrever, devido sua diversidade, tem em cada esquina, algo novo para ser descoberto.
Pontos turísticos: imprimi umas fotos de cada ponto turistico para montarmos um painel. Ficou lindo! Para postar aqui o arquivo das fotos ia ficar gigantesco, então, se alguém quiser, envie um e-mail para evecasna@hotmail.com e eu enviarei.

Roma
Roma preserva importantes monumentos, como o Coliseu, o Panteão e as ruínas do Fórum Romano, que contrastam com modernas construções.
O Coliseu localizado no centro de Roma é uma das maiores atrações turísticas da cidade. Era um local onde seriam exibidos uma série de espectáculos como combates entre gladiadores, martirios de cristãos perseguidos entre outras. Em 7 de julho de 2007 foi considerado uma das "Sete maravilhas do mundo moderno".
O Panteão, também conhecido como Panteão de Agripa, é o único edifício construído na época greco-romana que, atualmente, se encontra em perfeito estado de conservação. Desde o Renascimento que o Panteão é utilizado para sepultar personagens ilustres italianos. Mesmo a Itália sendo uma república desde 1947, membros voluntários de organizações monárquicas italianas mantêm uma vigília contínua junto dos túmulos reais, no Panteão.
O Fórum Romano era o principal centro comercial da Roma Imperial. Ali havia lojas, praças de mercado e de reunião. Hoje existem somente ruinas do local.
A Praça Navona (em italiano: Piazza Navona) é uma das mais célebres praças de Roma e serve de palco para espectáculos de teatro e corridas de cavalos.
A Fontana di Trevi (Fonte dos trevos, em português) é a maior (cerca de 26 metros de altura e 20 metros de largura) e mais ambiciosa construção de fontes. A fonte situava-se no cruzamento de três estradas (tre vie), marcando o ponto final do Acqua Vergine, um dos mais antigos aquedutos que abasteciam a cidade de Roma. Nessa fonte, turistas jogam moedas e fazem pedidos.
A capital italiana abriga ainda o Vaticano, sede da Igreja Católica, instituição com forte participação na vida nacional.
De Roma, vai-se até o Vaticano usando o metrô.
No Vaticano, encontram-se a Praça São Pedro, que fica em frente a enorme basílica de San Pedro, sede da igreja Católica e símbolo de seu poder. Os primeiros cristãos construíram uma pequena capela no lugar de martírio de São Pedro e, anos mais tarde, Constantino erigiu essa impressionante igreja que guarda tesouros de imenso valor, como a Pietá de Michelangelo e a imagem de São Pedro, atribuída a Arnolfo di Cambio, do século XIII.
A Capela Cistina apresenta um enorme afresco no teto, que representa o Gênesis, foi feito por Michelangelo e as pinturas nas paredes laterais e da parede oposta ao altar foram feitas por pintores de prestígio da época como Boticelli, Perugino e Guirlandaio. Vinte e quatro anos depois de terminar sua grande obra, Michelangelo ficou responsável por pintar nas paredes da capela afrescos que refletissem o Julgamento Final. Através dessas tocantes imagens a escola sagrada se reúne sempre que um novo Papa é escolhido.

Florença (Firenze)
Durante o Renascimento, o país tornou-se centro de irradiação científica e cultural, reunindo em Florença obras artísticas de valor incalculável. Por essa razão, recebe anualmente cerca de 35 milhões de turistas (foi a quarta nação mais visitada do mundo em 1998), atraídos também pela diversidade de suas paisagens.
Destaca-se em Florença Praça Duomo, que acomoda a catedral de Santa Maria di Fiori.
A estatua de David, esculpida por Michelangelo é um dos pontos mais visitados em Florença. Ela deveria ser o símbolo da liberdade de Florença e seria colocado na Piazza della Signoria. Essa obra-prima foi feita em mármore de Carrara (região da Toscana, rica em marmore) e colocou Michelangelo definitivamente como um escultor de extraordinária técnica e habilidade. Na praça está uma replica da obra, pois a original está na galeria dell’Accademia,

A torre de Pisa, uma das atrações turísticas de Pisa.
Torre de Pisa, que começou a ser construída em 1174, foi projetada para abrigar o sino da catedral da cidade de Pisa, na Itália. Quando três dos oito andares estavam prontos, notou-se uma ligeira inclinação, em razão de um afundamento do terreno. Tentou-se compensar a falha fazendo os outros andares um pouco maiores do lado mais baixo. Só que a estrutura afundou ainda mais pelo excesso de peso. A torre acabou de ser erguida, inclinada, em 1350, atingindo 56 metros de altura.
Hoje sua inclinação chega a cinco graus (ela aumenta uma média de 20 milímetros por ano). Estava fechada ao público desde 7 de Janeiro de 1990. Um trabalho na base conseguiu diminuir a inclinação em 1,3 centímetro. Nesse ritmo será recuperada em 2250. A visitação foi reaberta na data de 15 de dezembro de 2001. Em determinadas épocas se pode subir de noite e ter uma bela visão da Praça dos Milagres onde está a torre.


Palio di Siena é uma corrida de cavalos na cidade italiana de Siena que ocorre nos dias 2 de julho e 16 de agosto, desde o século XVII em honra a Nossa Senhora. Dezessete bairros participam desta corrida, que desfilam pela praça “Piazza del Campo” com trajes tradicionais e bandeiras , mas a corrida em si é feita somente por dez cavalos de três bairros que são escolhidos por sorteio. Cada cavalo tem suas cores e o hino. Ganha o cavalo que chegar primeiro, após três voltas ao redor da praça, mesmo que o jóquei já tenha caído. Nos dias de corrida os habitantes e turistas concentram-se no centro da Piazza del Campo para assistir ao evento. As arquibancadas ao redor da praça ficam cobertas de apoiantes organizados que cantam os hinos de cada cavalo.

Veneza
Capital de Veneto e mundialmente famosa, surge das águas, como um milagre. A cidade diminui um pouco todos os anos, inundada pela água, o que dá um certo encanto pela possibilidade de que irá desaparecer por completo um dia.
Em Veneza, destacam-se:
Piazza São Marcos com seus terraços e construções e cafés.
A Basílica de São Marcos (Basilica di San Marco, em italiano) é a mais famosa das igrejas de Veneza
A ponte dos Suspiros, que liga o palácio Ducal com a prisão veneziana, é carregada de lendas que os criminosos sussurraram quando cruzaram a ponte e viram as ultimas luzas da cidade antes de seu confinamento.
A Ponte de Rialto é ponte mais velha sobre o Grande Canal na cidade italiana de Veneza. Ela foi formalmente a única ligação permanente entre os dois lados do Grande Canal.
Labirinto d’amore um labirinto situado em Villa Pisani é um dos mais famosos e conservados da Europa, fica na continuação do grande canal veneziano, em terra firme. Há no centro uma estatua de Minerva, a deusa da razão, que auxilia os visitantes a chegar à saida do labirinto.
Fizemos um labirinto usando 2 placas de isopor e para as paredes do labirinto, usamos areia verde. Ficou um espetáculo! Era um jogo de trilha para os pais após a explicação dos pontos turisticos. Eles amaram!

Verona é um dos locais onde se passa a história da peça Romeu e Julieta escrita por William Shakespeare. No centro da cidade existe uma vila onde, pelo que conta a história, Julieta morava. Este é um grande marco da cidade, que recebe a fama de cidade dos namorados, atraindo centenas de turistas.apresenta alguns pontos turisticos.
Em Verona há também a arena, usada como o Coliseu. Atualmente, usada como teatro, apresenta óperas de diversos autores.

O Lago de Garda (em italiano: Lago di Garda) é o maior lago da Itália e localiza-se no norte do país entre as regiões de Lombardia (província de Bréscia), Vêneto (província de Verona) e Trentino-Alto Adige (província de Trento). Estende-se por uma área de cerca de 370 km² a uma altitude de 65 metros sobre o nível do mar. O lago possui cinco ilhas.

Cortina d'Ampezzo é uma cidadezinha italiana da região do Vêneto, conhecida por ser uma famosa estação de esqui. Esse lugar é simplesmente maravilhoso!!!!!!!!!!!!!!!!!

Molveno (trentino)
De qualquer lado que se olhe essa cidadezinha é estupenda, com seu lago e seu verde, é lugar de banho de sol para os italianos de norte, onde não há praia.

Como é lindo aquele lago!!!

Turim
(torino em italiano) Foi a capital de Itália entre 1861 e 1864. É em Turim que se encontra o Santo Sudário.
Mole Antonelliana uma estrutura em alvenaria possui 167 metros de altura e deveria, originalmente, abrigar uma sinagoga. A Mole Antoneliana é representada em uma das faces da moeda de 2 centavos de Euro italianas.

Milano
Teatro alla Scala (ou La Scala), em Milão, Itália, é uma das mais famosas casas de ópera do mundo.

Palazzo Ducale di Genova (em português: Palácio Ducal de Génova) e um dos principais edifícios históricos da cidade de Génova. Antiga sede dos Doges da República de Génova, é atualmente um dos principais polos museulógicos da capital da Ligúria.

Nápoli
Pompéia foi uma antiga cidade do Império Romano perto de Nápoles. A antiga cidade foi destruída durante uma grande erupção do vulcão Vesúvio em 24 de Agosto do ano 79 d.C. A erupção do vulcão provocou uma intensa chuva de cinzas que sepultou completamente a cidade, que se manteve oculta por 1600 anos antes de ser reencontrada por acaso. Cinzas e lama moldaram os corpos das vítimas, permitindo que fossem encontradas do modo exato em que foram atingidas pela erupção do Vesúvio. Desde então, as escavações proporcionaram um sítio arqueológico extraordinário, que possibilita uma visão detalhada na vida de uma cidade dos tempos da Roma Antiga.
Acidade é aberta ao turismo, apesar de muitas ruinas estarem fora do alcance de visão dos turistas para manter a “conservação”.
Ilha de Capri, onde há a gruta azul, ponto turistico mais visitado e encantador do Sul da Italia. No inerior da gruta a cor azul prateada toma conta da água e das paredes. Pode-se ir até a gruta em um barquinho a remo, com no máximo 3 pessoas, mas não é possivel ir até lá todos os dias. Por ter só um metro de altura, deve-se abaixar no barquinho para conseguir entrar dentro dela.
Esse lugar é simplesmente apaixonante!!!

Um comentário:

Artes da Rose disse...

Oi amiga, quanto tempo né? Não me esqueci de você nem do seu cantinho. A falta de tempo tem sido grande, mas não deveria ser desculpa. O Ensinando e Aprendendo com a Tia Rose te parabeniza pelo dia do amigo, ontem e te convida pra participar do Artes da Rose, conhecendo seus trabalhos e sendo um de nossos seguidores. Deus continue abençoando sua vida e seu trabalho. Bjs docinhos e voltarei mais vezes