domingo, 2 de março de 2008

A fada que tinha idéias

Clara Luz era uma fada, de seus dez anos de idade, mais ou menos, que morava lá no céu com a senhora fada sua mãe. Viveriam muito bem se não fosse uma coisa: Clara Luz não queria aprender a fazer mágicas pelo livro das fadas. Queria inventar as suas próprias mágicas.
- Mas minha filha - dizia a fada mãe - todas as fadas sempre aprenderam por esse livro. Por que só você não quer aprender?
- Não é preguiça, não, mamãe. É que não gosto do mundo parado.
- Mundo parado?
-É. Quando alguém inventa alguma coisa, o mundo anda. Quando ninguém inventa nada, o mundo fica parado. Nunca reparou?
- Não...
-Pois repare só.
A fada mãe ia cuidar do seu serviço, muito preocupada. Ela morria de medo do dia em que a rainha das fadas descobrisse que Clara Luz nunca saíra da lição I, do livro.
A rainha era uma velha fada muito rabugenta. Felizmente vivia num palácio, do outro lado do céu. Clara Luz e a mãe moravam numa rua toda feita de estrelas, chamada Via-Láctea. A casinha delas era de prata e tinha um jardim todo de flores prateadas.
- Minha filha, faça uma forcinha, passe ao menos para a lição II... - pedia a fada mãe, aflita.
- Não vale a pena, mamãe. A lição I já é tão enjoada, que a II tem que ser duas vezes pior.
- Mas enjoada por quê?
- Ensina a fabricar tapete mágico.
- Pois então? Já pensou que maravilha saber fazer um tapete mágico?
- Não acho, não. Tudo quanto é fada só pensa em tapete mágico. Ninguém tem uma idéia nova!
Fernanda Lopes de Almeida

1. Qual é o título? E quem é o autor?
2. Qual o nome da fada?
3. Que problema preocupava a fada mãe?
4. O que acontece quando ninguém inventa nada no mundo?
5. O que Clara Luz respondeu à mãe, quando esta lhe perguntou por que não queria aprender no livro das fadas?
6. Como Clara Luz considerava a lição I? Por quê?
7. Descreva como era a casa onde morava a fada mãe e usa filha.
8. Copie o parágrafo que indica o pedido que a fada mãe fez à Clara Luz.
9. Escreva a parte da história que você mais gostou e ilustre-a.

Um comentário:

Anônimo disse...

muito bom esse texto tinha tema de escola com a professora afuncia e ela acredito que eu e minha que fizemos thau bom conhecer